Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O espaço das pequenas coisas

O espaço das pequenas coisas

27
Set20

Admirável Mundo Novo: estamos todos Covid(ados)

admiravel mundo novo.JPG

 

Às vezes estou muito entretida na minha vida, a vida corre no seu ritmo normal (?), mas, outras vezes, tenho momentos em que, por nenhuma razão em particular, parece que tudo pára e o mundo parece ridículo. Sem nenhum aviso, o mundo abranda, tudo se move em câmara lenta, as pessoas abrandam o passo, se alguém vai dar uma dentada na sua sanduíche do almoço parece que fica a meio, se alguém protesta com alguma coisa parece que está só a levantar os braços como num exercício de ginástica, se alguém vai a falar ao telefone parece um E.T. com um objeto estranho. O pior é mesmo a máscara, não saio de casa sem ela, todos sabemos que são essenciais, mas cada vez que coloco a máscara uma sensação de impotência e de claustrofobia apodera-se de mim. Não consigo evitar.

 

Na semana passada visitei as gravuras do Côa. Já lá tinha estado quando o meu irmão e eu éramos pequenos, uma visita inesquecível (ver a crónica "O Futuro é agora").

Há várias teorias sobre as gravuras, talvez os nossos antepassados quisessem marcar o seu terreno, ou então as gravuras funcionassem como Totens de cada tribo ou então fossem formas de comunicação entre diferentes tribos do género “aqui há peixes, cuidado com estes animais, ali há uma passagem no rio”. Talvez todas as teorias sejam verdadeiras ou nenhuma seja verdadeira. Seja como for, sinto-me um pouco como estes nossos antepassados a descobrir um admirável mundo novo.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub