Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O espaço das pequenas coisas

O espaço das pequenas coisas

19
Jul20

Des(culpa)

(des)culpa.jpg

Muitas vezes quando cometemos um erro sentimo-nos culpados, envergonhados e zangados connosco próprios. Quem nunca esteve numa situação em que pensou "podia ter feito isto de outra forma?" ou "podia ter dito aquilo de outra maneira?" ? Quem nunca se zangou consigo próprio e se sentiu culpado que atire a primeira pedra.

 
«Só quando reconhecemos a raiva podemos realmente libertar-nos da culpa de estarmos zangados e criar espaço para perdoar.»
 
Ou então:
 
«Só quando nos libertamos da culpa de estarmos zangados é que podemos reconhecer a raiva e perdoar.»
 
Sim, assim deve ser. 
 
Ahah! Não é assim tão fácil perceber o ciclo da agressividade que impede o caminho para nos perdoarmos realmente.  
 
 
Como dizia o meu Avô: "Não tem mal estar zangado. Todos nos zangamos, cada um dá o seu melhor e, ainda assim, todos falhamos, todos cometemos erros todos os dias".
E, por isso, é natural ficarmos zangados quando alguém nos falha.
 
 
Talvez compreendendo, justificando e perdoando o Outro, sejamos mais capazes de normalizar o erro, a falha e assim libertar-nos da culpa, da raiva, da vergonha. E...quem sabe...perdoar-nos?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub