Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O espaço das pequenas coisas

O espaço das pequenas coisas

27
Dez21

O melhor de 2021 - Livros

O melhor de 2021 livros.png

Este ano, para O Espaço das Pequenas Coisas, não foi o ano dos Livros. Talvez por ainda não termos retomado algum grau de “normalidade”, neste ano tive dificuldade em concentrar-me nas páginas de alguns dos melhores livros que li na minha vida. Assim, as palavras vão ficando suspensas entre a minha mesa-de-cabeceira e os meus sonhos…Deixo algumas sugestões do que li e do que gostaria de ter lido.

 

1. CALYPSO de David Sedaris

Num ano cheio de tensão política nos Estados Unidos e no mundo, agravamento das alterações climáticas e crise sanitária, esta coletânea de ensaios semi-autobiográficos ajudou a digerir os momentos de frustração e trazer algum humor para o meu dia-a-dia. Neste livro constam ensaios que detalham a vida familiar de Sedaris, desde a sua vida na Inglaterra rural com o seu “namorado” como gosta de enfatizar, até aos Verões em Miami Beach com os irmãos e Pai, sempre com um sentido de humor aguçado e auto-depreciativo.

 

2. ELIETE: A VIDA NORMAL de Dulce Maria Cardoso

A premiadíssima escritora portuguesa traz-nos a história de Eliete, uma mulher perfeitamente banal, com uma vida familiar banal, mas um mundo interior tão rico. No curso da vida, Eliete reflete sobre o marido, os filhos, o bairro, a sua infância e adolescência numa representação acutilante do que significa ser mulher.

 

3. O PRINCÍPIO DE KARENINA de Afonso Cruz

Como o caro leitor poderá saber, Afonso Cruz está entre os meus escritores preferidos. Esta história transporta-nos, permite viajar através do tempo e do globo, de gerações, da intergeracionalidade da nossa história pessoal. É difícil apresentar uma sinopse desta bela história sem revelar pormenores lindíssimos que Afonso Cruz nos traz sempre.

 

4. JESUS CRISTO BEBIA CERVEJA de Afonso Cruz

Esta história é particularmente bonita e pertinente neste ano em que não pudemos sair do nosso país com tanta facilidade. Avó e neta vivem numa aldeia do Alentejo, num ambiente seguro e contido. Quando a Avó fica doente, rapidamente a aldeia se disponibiliza a realizar o seu último desejo: ir a Jerusalém. Prova de que os Avós vivem sempre dentro de nós, na nossa memória.

 

5. O JOGADOR de Fiódor Dostoiévski

Por último, mas nunca o último, voltamos aos clássicos com Dostoiévksi. Neste romance intenso e autobiográfico, predomina a observação da alta-sociedade europeia e russa, a diferentes saisons no campo, na praia e nas grandes cidades europeias, as adições e o estilo de vida degradante da época, as relações familiares e românticas, uma sociedade longe da Era Pós-Digital mas relações perfeitamente atuais.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub